4 coisas que não te contam sobre morar junto

4 coisas que não te contam sobre morar junto

Dividir o mesmo teto é um grande passo no relacionamento e costuma vir acompanhado de sonhos, cumplicidade, amor e muita ansiedade.

Ansiedade de planejar a vida, a casa, de descobrir se as coisas vão sair como o planejado,  de conhecer um ao outro em um nível muito mais profundo e de se deixar conhecer também. Ansiedade por compartilhar a vida, abrir mão de intimidade, deixar para lá as inseguranças sobre o futuro e mergulhar de cabeça nessa nova fase.

Conversamos com 3 queridos casais e perguntamos a eles “O que ninguém contou para vocês antes de morarem juntos? O que vocês prefeririam não terem descobertos sozinhos? E, mais importante, quais dicas vocês têm para quem está indo morar junto e quer só a parte boa da vida a dois?”

Vem conferir todas as dicas no vídeo aqui, está super legal :)

Para você não esquecer, listamos aqui os principais pontos de atenção para vocês tornarem as decisões – e a vida – mais fáceis e gostosas!

1) As pessoas têm níveis de organização diferentes

Joguem aberto um com o outro! Quais as manias, os costumes, os hábitos? O que incomoda a si e ao outro? É muito importante entender e combinar do que cada um irá abrir mão.

2) Surpresas e dificuldades aparecem

Imprevistos acontecem, você pode namorar há 10 anos a mesma pessoa, quando começarem a morar juntos, vai perceber algumas coisas que ainda não havia notado. Manias, costumes, coisas que nem a gente percebe sobre a gente mesmo veem a tona. Nessas horas, relembrem porque decidiram morar juntos e o que mais amam, um no outro :)

3) Brigas e desentendimentos acontecem, pedir desculpas é essencial

Ir dormir brigado não faz bem para ninguém, pedir desculpas e dar um abraço antes de dormir, ainda que um abraço mais ou menos, faz toda a diferença na cumplicidade e agiliza o ato de desculpar ao outro

4) Pessoas diferentes têm gostos diferentes

Não dá para esperar o contrário, né? Pessoas diferentes têm estilos diferentes, preferências diferentes. Respeitar o outro é o primeiro passo, abrir mão de algumas coisas é o segundo. O teste de estilo (clique aqui se quiser fazer o seu) de alguns casais combinam e são bastante harmônicos, outros casais – quando fazem o teste de estilo, descobrem que os opostos se atraem. O importante é vocês entenderem que, independente do estilo de cada um, ambos precisam se sentir contemplados em casa

Por fim, a dica mais importante é vocês sempre terem em mente que a decisão de morar junto é prova do amor, da cumplicidade e dos sonhos de vocês, juntos. Estilos, opiniões, manias diferentes são muito pouco perto disso!

Fotos: Lucas Costa 

Veja também

Compartilhar

Sobre Rubia Rocha

Rubia Rocha, publicitária, designer e apaixonada por artesanato, estava decidida a produzir o seu próprio casamento na intenção de encontrar alternativas criativas para subir ao altar. Para se organizar melhor, começou a arquivar as melhores inspirações e ideias no Blog do casamento, que hoje é referência no assunto.



Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Os campos obrigatórios estão marcados com *