Babá ou creche: vantagens e desvantagens

Algum tempo já se passou depois que seu pequeno nasceu, ele cresce cada vez mais agora e sua licença maternidade está para acabar. É chegada a hora de pouco a pouco retomar sua rotina, voltar ao trabalho e deixar de ficar 24 horas grudada em seu bebê. Sim, pode ser um momento meio doloroso para muitas mães, mas necessário. E este é o tempo de tomar uma decisão muito importante: onde e com quem deixar a criança.

Se os pais não têm nenhum familiar para cuidar de seu filho enquanto estão fora, pois, os avós moram longe e os tios trabalham, em quem confiar para deixar seu bem mais precioso? Será melhor introduzi-lo ao convívio social de uma creche ou deixá-lo aos cuidados de uma babá que dará atenção exclusiva às necessidades do pequeno?

Para ajudar com essa difícil decisão, separamos algumas vantagens e desvantagens de ambas as opções.

Creche

Creche-ou-Baba2Flickr

O interessante aqui é a interação com outras crianças, o que colabora para o processo de socialização e comunicação dos pequenos. Claro que você vai acabar por ter de descobrir como tirar chiclete da roupa da criança ou mesmo do cabelo, porque ficou grudada no meio da brincadeira com os amiguinhos. Mas, manchas difíceis na roupa do seu filho vão acabar fazendo parte da rotina mais tarde ou mais cedo.

A interação com crianças também pode ajudar a desenvolver a fala mais rápido e aprender a lidar com o outro, a ser mais tolerante e menos egocêntrico, pois tudo deve ser dividido e compartilhado, sejam materiais, brinquedos ou a atenção do educador.Além disso, a creche é um ambiente novo para a criança se aventurar, com diferentes possibilidades de se explorar. Segue também um plano pedagógico, realizando atividades que estão de acordo com cada estágio da infância, escolhendo o que é mais adequado para cada nível e apropriado para a idade. Em algumas creches, as crianças já começam a ser introduzidas na alfabetização e a ganhar familiaridade com letras e números, tudo sob supervisão e acompanhamento de profissionais da área.

Atente que creches com alto número de matrículas e pouco corpo docente, possuem salas superlotadas e apenas um cuidador para dar conta de dezenas de crianças. Logo, a atenção será muito dividida, o que conseqüentemente pode deixar seu filho mais propício a pequenos acidentes. Ainda pode acontecer da criança brigar com os coleguinhas e ter dificuldade em expor o problema – seja por não conseguir se comunicar ainda direito ou por vergonha e medo de retaliação – que só tende a piorar e deixá-la mais reclusa e anti-social. Então deve-se ficar atento aos sinais, ao comportamento da criança, ser presente nas reuniões e exigir um feedback da instituição.

Devido ao contato com tantas pessoas, a possibilidade de contrair mais infecções é maior. Mas, geralmente não são infecções sérias,  e acabam ajudando o corpo da criança a desenvolver anticorpos, contribuindo para o fortalecimento do seu sistema imunológico.

Outro ponto a se considerar é que crianças brincam juntas e conseqüentemente se sujam mais: rolam na grama, brincam na areia, mexem com massinha, tinta e canetinha. Por isso, é bem provável que depois de um cansativo dia de trabalho, você tenha que caprichar no banho da criança e descobrir como tirar chiclete e manchas da roupa , para deixar o uniforme branco novamente para o dia seguinte!

Considere também os gastos de uma creche: matrícula, uniforme, material, valor mensal, atividades durante as férias, excursões, atividades extraclasse e festinhas.

Babá

Creche-ou-Baba3Pexels

Contratar uma babá é arranjar alguém cujo único serviço é cuidar exclusivamente do seu filho, dando atenção total a ele e às suas necessidades. No entanto, pode ser desafiador encontrar uma pessoa de confiança, com experiência e gabarito para confiar a vida de seu filho e colocar dentro da sua casa. Por mais que na creche valorizem um ambiente mais familiar e de proximidade entre os educadores e as crianças, o nível de intimidade do seu filho com uma babá é diferente, pois a criança se apegará a ela e criará um vínculo mais forte.

Ao mesmo tempo em que isso fará com que a criança se sinta mais segura e protegida, esse envolvimento pode resultar em uma pessoa de fora interferindo e dando opiniões na criação de seu filho. Uma babá pode até dar algumas dicas úteis para a educação da criança, mas é importante que ela saiba separar a relação familiar da profissional.

Aqui também deve considerar os gastos. A babá deve ser uma profissional registrada por lei, tendo direito a tudo que um empregado dispõe, além do salário líquido: férias remuneradas, 13º, vale transporte, contribuições, impostos e horas extra.

A decisão final é muito pessoal e vai das suas condições, preferências e até um pouco da sorte para encontrar a creche dos seus sonhos ou a babá perfeita. Então considere todas as vantagens e desvantagens de cada, invista seu tempo pesquisando e visitando as creches, entrevistando e coletando referências de babás. No final, coloque na balança o que será mais conveniente para você e, sobretudo, para o seu filho!

Veja também

Compartilhar

Sobre Rubia Rocha

Rubia Rocha, publicitária, designer e apaixonada por artesanato, estava decidida a produzir o seu próprio casamento na intenção de encontrar alternativas criativas para subir ao altar. Para se organizar melhor, começou a arquivar as melhores inspirações e ideias no Blog do casamento, que hoje é referência no assunto.