Casamento econômico: Saiba até onde os noivos podem chegar sem comprometer a festa

Em tempos de crise, fazer um casamento econômico é o que muitos casais podem no momento, porém é sempre importante lembrar daquela máxima: “o barato pode sair caro.”

Se tratando de casamento, existem sim muitas maneiras de economizar, mas sem sacrificar a qualidade da festa, até porque dependendo do tipo de economia que se faz, é possível que os noivos acabem ganhando mais problemas que dinheiro poupado.

Por isso, separamos algumas dicas bem importantes para você saber até onde vale a pena ir para economizar em determinados itens de casamento. Tome nota e não deixe de compartilhar esse post com quem vai casar ;)

Fotografia

Tudo bem, sabemos que os orçamentos dos fotógrafos podem ter muitas variações, mas se tem uma dica que eu sempre dou para os noivos é: Jamais contrate um fotógrafo pelo preço. Você pode se arrepender AMARGAMENTE depois.

Vale lembrar que as fotos são a única herança do casamento que você terá para a vida toda, e o arrependimento não é esporádico não! Tem muitos noivos por aí que após o casamento acabam se arrependendo de não ter pago um pouquinho mais pelo serviço daquele fotógrafo que era BEM melhor que o contratado. Por isso, deixe para economizar em detalhes, mas nunca nas fotos.

Se você reparar bem, verá que todos os casamentos publicados aqui no Blog tem bons fotógrafos por trás dos cliques. Alguns desses casamentos foram feitos para apenas 6 convidados! O que você quer dizer com isso Rubia? Que independente do tamanho da sua festa, o fotógrafo é um fornecedor que deve ser escolhido pela sua competência e não pelo valor cobrado.

Convite

Os projetinhos DIY são uma tendência que vieram para ficar. Porém na febre de economizar com qualquer coisa, tem muitos noivos por aí que se arriscam a fazer coisas mesmo sem ter a menor experiência. Os convites de casamento são um exemplo disso.

O convite de casamento é um item que só deve ser feito por quem tem um MÍNIMO de conhecimento sobre papéis, design, corte e colagem, isso porque existem muitas técnicas para produzir um convite, inclusive para armazená-lo. Se você é artesã ou designer, ótimo! Caso contrário repense seriamente se vale a pena se arriscar na produção.

Conheço um casal que resolveu fazer seus próprios convites (mesmo sem conhecer nada sobre o assunto) e para dar certo, eles tiveram que fazer 3 tentativas! Ou seja, por falta de conhecimento foi necessário comprar o material 3x até conseguir finalizar o convite. No fim das contas a noiva ficou super arrependida, pois o dinheiro gasto com a inexperiência renderia um convite de casamento bem caprichado de uma empresa especializada.

Foto: Boutique do Convite

Cabelo e Maquiagem

Já publiquei muitos casamentos aqui no BLOG, cuja as noivas fizeram a própria maquiagem. É óbvio que não vou dizer pra vocês que isso está errado. Se você entende desse universo e se garante, porque não poupar um pouco de dinheiro com isso, não é verdade? Caso contrário, não deixe para fazer economia justamente nessa área.

Casamento é um dia único na vida de uma noiva, e ela precisa estar linda e bem produzida, mesmo que a festa seja só para 20 pessoas. Não existe nada pior que uma noiva triste por não ter gostado do seu penteado ou da sua maquiagem logo no dia mais marcante da sua vida.

Além disso, faça muitos orçamentos, mas só contrate quem você tiver certeza que presta um bom serviço, mesmo que essa pessoa cobre um pouquinho a mais que a outra. Neste caso, pechinche e faça de tudo para conseguir fechar com o melhor profissional. Se for necessário, pague um pouquinho a mais que o seu orçamento mais barato. Pelo menos assim você terá certeza que seu rico dinheiro está indo para as mãos mágicas de um bom profissional.

Fotos Lucas Costa.Fotos: Adriano Cardozo

Comida

Acompanhe meu raciocínio. Sem convidados não se faz um casamento e vamos combinar que comida e bebida são essenciais para que uma festa aconteça com sucesso.
Se você vai fazer um almoço ou jantar para comemorar, JAMAIS economize com comida.

Assim como os fotógrafos, o cardápio do casamento deve ter qualidade em primeiro lugar. Por isso na hora de pesquisar preço, não deixe que esse seja o seu fator principal na hora de fechar negócio. Analise o custo benefício da coisa como um todo.

Vamos esclarecer o ponto de vista principal. Você pode sim fazer economia, mas de um modo estratégico. Por exemplo: Você pesquisou o Buffet X e pediu orçamento para uma cozinheira independente. Neste estudo você percebeu que as opções de buffet são bem sem graça e mais caras e vale muito mais a pena caprichar na feijoada que essa cozinheira propôs. Neste caso a economia com a troca de cardápio não prejudicará seus convidados.

Antes de contratar, tenha certeza que o serviço prestado pela empresa é bom e tem qualidade. Até porque a primeira coisa que os convidados irão analisar de fato é isso. Se foram bem atendidos e bem servidos durante o almoço ou jantar.

Em resumo, a dica é a seguinte: Se for para economizar no cardápio,  troque aquele buffet que serve 30 pratos mais ou menos por somente 3 sabores da melhor pizza da cidade ;)

Agora que você já sabe o que

Reprodução.

Veja também:

 

Compartilhar

Sobre Rubia Rocha

Rubia Rocha, publicitária, designer e apaixonada por artesanato, estava decidida a produzir o seu próprio casamento na intenção de encontrar alternativas criativas para subir ao altar. Para se organizar melhor, começou a arquivar as melhores inspirações e ideias no Blog do casamento, que hoje é referência no assunto.



2 comments on “Casamento econômico: Saiba até onde os noivos podem chegar sem comprometer a festa

  1. elisa
    12 de abril de 2017 at 18:55

    amei o blog mais que perfeito

  2. MEGA SALTO
    12 de abril de 2017 at 19:02

    Acreditamos que o fato de celebração do amor, envolve mui mais do que uma super festa.
    Que nossos amados estejam presentes, independente do tamanho da festa. Amamos este casamento!

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Os campos obrigatórios estão marcados com *