Casamento na Fazenda Vassoural - Ieda e Victor8

Saiba o que considerar para escolher os melhores padrinhos de casamento

Desde o momento inicial do planejamento do casamento cada detalhe surge como essencial. A escolha dos padrinhos e madrinhas também tem importância e merece ser tratada com muito carinho para ser justa tanto com os padrinhos quanto com os noivos.

A importância dos padrinhos

Na hora de escolher os padrinhos de casamento, leve em consideração o grau de importância que cada um tem na sua vida. O ideal é que essas pessoas tem um grau de convivência super intenso com vocês. É um cargo importante que merece ser escolhido com todo o carinho do mundo!

O convite deve ser feito com antecedência, até porque cabe aos padrinhos ajudar os noivos não só após o casamento, mas já durante  o planejamento caso os noivos solicitem, (como por exemplo ajuda nos detalhes DIY da decoração decoração, acompanhar a noiva para escolher o vestido, ajudar na organização do chá de lingerie, chá de cozinha, despedida de solteiro, etc.

Escolha as pessoas ideais

Foi-se o tempo em que era obrigação chamar como padrinhos apenas familiares, aquela obrigação de confiar entre a família essa responsabilidade tão importante dentro da vida conjugal.

Mesmo com essa liberdade de escolher pessoas fora da família, evite pautar a escolha levando em consideração a posição social, escolher o chefe por exemplo, na esperança de conseguir alguma afinidade adicional, pode causar muitos arrependimentos.

Afinal, os padrinhos e madrinhas serão pessoas cuja amizade será mantida pela vida toda.

Situações possíveis com casais de padrinhos

Casais que não são casais: Se você tem uma amiga de infância que está namorando a pouco tempo, por exemplo, e não está nos seus planos convidar o namorado dela para ser o seu padrinho, tudo bem! O diálogo é o melhor caminho nesse caso. Explique que você gostaria muito que ela fosse sua madrinha, e que você pensou em um outro par para ela, como padrinho. Dificilmente a pessoa ficará chateada.

A dica aqui é não excluir o parceiro. Por exemplo: na hora da cerimônia, reserve um lugarzinho ao lado dessa “madrinha avulsa” para que o namorado possa acompanhar tudo ao lado dela. Isso demonstra carinho e um cuidado respeitoso que você teve com esse casal.

Casais separados muito queridos: Outra situação pode ocorrer é quando vocês querem MUITO que um casal separado seja padrinho (nesse caso os dois). Olha aqui o diálogo sendo necessário. Converse com o casal sobre a possibilidade de eles serem um par no dia da cerimônia, se estiver tudo bem, bola pra frente, mas se o casal não se separou de forma amigável, pense em um par para cada um deles e pronto, problema resolvido.

Outros casos possíveis

O único ponto que não é indicado e tampouco agradável é separar casais já casados, na situação de ambos serem chamados para serem padrinhos. Isso ocorrendo poderia ficar chato para todos, portanto casais que já sejam casados entram junto na cerimônia, ok?

No caso do casal escolhido não se conhecer (o que é bem normal), a dica é promover um encontrinho de padrinhos alguns meses antes do casamento para que esses casais que nunca se viram possam se conhecer.

Isso vale não só para casais, mas para que todos os padrinhos e madrinhas possam “quebrar o gelo”, facilitando bastante a interação na hora de organizar o chá de cozinha, a escolha dos tons do vestido, a organização de um churrasco para o noivo, por exemplo.

 

Veja também

Compartilhar

Sobre Rubia Rocha

Rubia Rocha, publicitária, designer e apaixonada por artesanato, estava decidida a produzir o seu próprio casamento na intenção de encontrar alternativas criativas para subir ao altar. Para se organizar melhor, começou a arquivar as melhores inspirações e ideias no Blog do casamento, que hoje é referência no assunto.



Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado Os campos obrigatórios estão marcados com *